Agrupamento Escolas João da Silva Correia

...mais diversidade a mesma identidade

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

JOÃO DA SILVA CORREIA (alguns elementos sobre VIDA e OBRA) 

  • João da Silva Correia nasceu no Lugar das Vendas, em S. João da Madeira, no dia 7 de Novembro de 1896.

  • Seu pai era proprietário da Loja do Nicho, no lugar onde hoje está a sede do Clube de Campismo de S. João da Madeira.

  • Foi um dos filhos mais novos de uma família numerosa (tinha 8 irmãos).

  • Frequentou a escola primária em S. João da Madeira e o Colégio da Farrapa em Oliveira de Azeméis.

  • Foi industrial e comerciante de diversos ramos de negócio, tendo comprado em sociedade com um irmão a casa industrial “Correias, Lda.” Aí permaneceu como sócio desde 1924 até 1966.

  • Fez parte da Tuna Musical de S. João da Madeira, onde tocava violino.

  • Começou, desde muito novo, a escrever artigos e novelas para jornais da região. Em 1915 (com 18 anos), escreveu uma peça de teatro que foi representada por um grupo amador de teatro de S. João da Madeira.

  • Em 1925, casou com Berta Silva Pinho e Costa Correia, que reside actualmente no Porto.

  • Viveu durante os primeiros anos de casado nos Lugares do Barreiro e da Pica, em Cucujães.

  • Pouco depois de 1927 começou a manifestar-se a doença de Parkinson, que o atormentou até ao fim da vida.

  • Em 1931, com 35 anos, mudou novamente a residência para o Lugar da Quintã, em S. João da Madeira, onde nasceu o último de 5 filhos.

  • Durante a II Guerra Mundial, escreveu palestras para a secção portuguesa da BBC de Londres, com o pseudónimo de João Ninguém.

  • Em 1935, obteve o 1º prémio de um concurso literário de novelas promovido pelo jornal O Diabo, com a novela “Mijados e Chamorros”, que hoje integra a colectânea de novelas Farândola.

  •  Em 1940, fixou residência definitiva em Carcavelos, Santiago de Riba-Ul, numa moradia que mandou construir.

  • Colaborou em diversos jornais e revistas do Porto e Lisboa.

  • Trocou correspondência com diversas personalidades portuguesas e brasileiras como, por exemplo: Ferreira de Castro, Assis Esperança, Roberto Nobre, Fernando Namora, Jaime Brasil, Tomás da Fonseca, João de Barros, Agripino Grieco, Edmundo Moniz, etc.

  • Publicou 4 romances: Porta Aberta, em 1949, Unhas Negras, em 1953, Os Outros, em 1956 e Um Minuto de Silêncio, em 1962.

  • Em 1966, decidiu reformar-se, passando a dedicar-se inteiramente às letras e à correspondência com os amigos.

  • Faleceu em 17 de Maio de 1973, ficando sepultado em jazigo de família no cemitério nº 1 de S. João da Madeira.

  • Foi alvo de simpáticas homenagens por parte do NAT (Núcleo Amador de Teatro), do Rotary Club de S. João da Madeira, do Clube Labor de S. João da Madeira e da Escola Secundária nº 2, que o escolheu para seu patrono e colocou um busto na sua entrada.

  • As suas obras, revistas e anotadas pelo Dr. Renato Figueiredo, têm sido editadas pela Câmara Municipal de S. João da Madeira.

(Da brochura elaborada para a Comemoração do Centenário do Nascimento de JOÃO DA SILVA CORREIA, em 7 de Novembro de 1996)

 

hastear bandeira verde

DSC04557.jpg

corta mato | 21 novembro

Corta Mato Cartaz.jpg

a terra treme

20181105_105941.jpg

Diiplomas DELF

IMG_0236.JPG

l.o.v.e.r.

No images

Utilizadores em linha:

Temos 4 visitantes em linha

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 465556

 kiosk   
 

 


Registo de aulas

 Docentes

Pessoal

Encarregados de Educação

 


  Ementas

  
 
 ement veg

Jornal

PortAberta


 

BIBLIOTECAS   

  


DSRN: Esmeralda Diegues Nascimento
rgpd@dgeste.mec.pt

T: 225191900

Rua António Carneiro, 98, 4349-003 Porto